Menina mata a ota pá vê si ela era uma psicopata….

A Polícia Civil prendeu três jovens suspeitos de matar Ariane Bárbara Laureano de Oliveira, de 18 anos, que era amiga deles e foi encontrada morta no Setor Jaó em Goiânia, após ficar sete dias desaparecida. Segundo a corporação, o crime foi cometido porque uma das investigadas queria saber se era psicopata.

Foram presos Jeferson Cavalcante Rodrigues, de 22 anos, Raíssa Nunes Borges, de 19, e Enzo Jacomini Carneiro Matos, de 18, que usa o nome de Freya.

O último contato de Ariane Laureano com a família ocorreu em 24 de agosto, quando ela avisou que ia sair para lanchar com amigas. Segundo a Polícia Civil, o trio matou a jovem no mesmo dia. O corpo dela foi encontrado em uma mata no dia 30.

O delegado Marcos de Oliveira Gomes, que investigou o crime, disse que Ariane foi morta porque Raíssa Borges desejava saber se era psicopata. Para isso, ela teria que matar alguém para avaliar a própria reação após o assassinato. Eles criaram uma lista de possíveis vítimas.

Sacos de lixo no porta-malas

A polícia identificou primeiro o veículo usado no crime. Segundo a investigação, o carro usado para jogar o corpo de Ariane numa mata do Setor Jaó foi o mesmo que a buscou no Lago das Rosas, minutos antes de ela enviar mensagem para a mãe avisando que iria lanchar com os amigos.

Segundo a investigação, o veículo já estava forrado com saco de lixo no porta-malas, onde os suspeitos colocaram o corpo dela para ser transportado até ao local de mata.

Deixe um comentário