Um cabaré chamado Brasil!

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu liminarmente, nesta quarta-feira (2/3), a tramitação na Justiça do Distrito Federal da ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso conhecido como “Caças Gripen”.
.
Lula é acusado de tráfico de influência, lavagem de capitais e organização criminosa em decorrência da aquisição, pela Força Aérea Brasileira (FAB), de 36 caças suecos Saab-Gripen, em 2013. A denúncia surgiu a partir de um desdobramento da Operação Zelotes.
De acordo com a defesa de Lula, essa é a última ação penal contra o ex-presidente, uma vez que tanto o caso do tríplex quanto o do Sítio de Atibaia foram arquivados pela Justiça do DF. A ação penal 1016027-94.2019.4.01.3400 tramita na 10ª Vara Criminal Federal do Distrito Federal.
Lewandowski suspendeu cautelarmente a ação penal até o julgamento definitivo da suspeição e incompetência dos procuradores da República que ofereceram a denúncia contra o ex-presidente. O ministro lembrou que o próprio juízo da 10ª Vara Criminal Federal do DF determinou a interrupção da marcha regular do processo diante do pedido de suspeição levantado pela defesa de Lula.

Deixe um comentário