Lula quer cama de casal no avião e pode custar 100 milhões

A exigência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de substituir o “Aerolula” por um avião mais confortável pode custar bem caro aos contribuintes: entre US$ 70 milhões e US$ 80 milhões, o que corresponde a cerca de R$ 400 milhões. A informação consta de estudo feito pela Força Aérea Brasileira (FAB) entregue pelo Ministério da Defesa ao Palácio do Planalto, segundo noticiou nesta segunda-feira, 11, o jornal O Estado de S. Paulo.
Entre as exigências Lula, que desde o início do mandato já viajou a 19 países, sempre acompanhado da primeira-dama Janja da Silva, estão um cama de casal, um banheiro com chuveiro, além de um gabinete de trabalho privativo, uma sala de reuniões e cerca de uma centena de poltronas semileito. Lula tem se queixado do desconforto nas viagens internacionais desde que iniciou seu terceiro mandato.
publicidade
+ Lula mandou a fatura da reforma ministerial para o povo
Com essas especificações, a FAB encontrou um Airbus A330-200 usado registrado em nome de uma empresa de leasing com sede na Suíça. O nome do antigo dono não consta do estudo, segundo o Estadão, mas os especialistas da área dizem acreditar que seria uma autoridade árabe. Esse tipo de aeronave é usado por príncipes e xeques árabes, que se desfazem delas com pouco tempo de uso.
Lula ainda não decidiu se irá comprar a aeronave. Inicialmente, o plano era a reforma de um dos dois A330-200 da FAB, mas as adaptações exigidas por Lula sairiam ainda mais caro do que a aquisição de outro avião, ainda que usado.
Irresponsabilidade e desperdício de dinheiro público, diz oposição

Bolsonaro
‘Aerolula de centenas de milhos de reais para o pai dos pobres’, criticou o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Desde que se tornou pública a informação da substituição do “Aerolula” e o possível gasto de mais R$ 400 milhões, a oposição tem criticado o governo, como forma de dissuadi-lo do dispêndio, especialmente com a crise financeira e a constante necessidade de alta de impostos.
+ Lula corta R$ 708 milhões de verba do combate à criminalidade
O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) criticou a postura do “pai dos pobres” em uma postagem no X (antigo Twitter). Ao Estadão, disse “no governo Lula o mau exemplo vem de cima”. “Ele ignora a dor e o sofrimento dos gaúchos, assolados pela passagem de um ciclone, e viaja para o exterior para passear com sua esposa dançarina, sem trazer nenhum real de investimento para o Brasil. Com Lula o dinheiro público nunca vai pro lugar certo e os problemas reais do Brasil só se agravam.”

Já o presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara, Ubiratan Sanderson (PL-RS), lembrou da crise financeira do país. “Considerando as dificuldades porque passam nosso país, a aquisição de uma nova aeronave presidencial é pura irresponsabilidade, um verdadeiro absurdo que não pode prosperar”, afirmou o deputado federal ao Estadão.
Aerolula foi comprado no primeiro governo Lula

Janja - viagens
Lula e Janja desembarcam em Portugal | Foto: Ricardo Stuckert/PR
O atual avião usado por Lula é um A-319, dividido em três sessões. A principal, na parte frontal do avião, tem dez poltronas e leva as principais autoridades. Há ainda uma área reservada ao presidente, com suíte privativa.
+ Contrariando tratado assinado pelo Brasil, Lula diz que Putin ‘não será preso’ se vier ao país
No meio da aeronave há uma sala de reunião, com poltronas mais largas e confortáveis, revestida em couro claro, ao redor de uma mesa de trabalho. Na parte traseira, viajam os assessores e demais convidados em cerca de 40 assentos semelhantes aos de aviões comerciais.
O Aerolula foi comprado em 2004 por quase US$ 57 milhões na época (cerca de US$ 92 milhões, em valores atualizados).

Deixe um comentário