Estudo surpreendente desenvolve pequenos painéis solares nos olhos que podem restaurar a visão; entenda

img_1467 Estudo surpreendente desenvolve pequenos painéis solares nos olhos que podem restaurar a visão; entenda

Engenheiros da Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW Sydney), na Austrália, estão trabalhando em um projeto inovador que envolve a implantação de pequenos painéis solares nos olhos das pessoas. A meta é utilizar a energia solar diretamente na retina humana para restaurar a visão de indivíduos com diferentes complicações oculares, visando melhorar sua qualidade de vida.
Atualmente, o grupo de cientistas de diversos países está investigando como a tecnologia pode ser empregada para converter a luz solar que atinge o olho humano em energia elétrica.

A equipe acredita que isso poderá contornar os danos nos fotorreceptores, células responsáveis por detectar luz e cor, possibilitando o envio de informações visuais ao cérebro. Embora alguns testes preliminares tenham sido realizados, o desenvolvimento está em estágios iniciais; os pacientes precisaram implantar fios nos olhos, um procedimento potencialmente complexo e não totalmente seguro, conforme explicado por Roemer.
“Pessoas com certas doenças como retinite pigmentosa e degeneração macular relacionada à idade perdem lentamente a visão à medida que os fotorreceptores no centro do olho degeneram. Há muito se pensa que os implantes biomédicos na retina poderiam substituir os fotorreceptores danificados”, destaca o Dr. Roemer.
Tecnologia solar nos olhos
Os cientistas buscam alternativas ao uso de fios elétricos diretamente nos olhos e consideram os pequenos painéis solares conectados ao globo ocular como uma solução viável. Segundo a equipe, esses painéis seriam alimentados pela luz solar, sendo totalmente portáteis e dispensando cabos ou fios.
Embora os resultados preliminares sejam promissores, o desenvolvimento atual está em fase de prova de conceito, e ainda não houve testes em seres humanos. É necessário um extenso período de pesquisa antes que essa tecnologia possa ser aplicada nas retinas de pacientes com problemas de visão.
“Uma coisa a notar é que mesmo com a eficiência das células solares empilhadas, a luz solar por si só pode não ser forte o suficiente para funcionar com estas células solares implantadas na retina. As pessoas podem ter que usar algum tipo de óculos de proteção ou óculos inteligentes que funcionem em conjunto com as células solares que são capazes de amplificar o sinal solar na intensidade necessária para estimular de forma confiável os neurônios do olho”, acrescenta o Dr. Roemer.
Com informações de TecMundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima