Depois de Sérgio Moro, Dallagnol irá receber salário do PODEMOS

img_3521 Depois de Sérgio Moro, Dallagnol irá receber salário do PODEMOS
Deltan Dallagnol (foto) publicou em suas redes sociais neste fim de ano uma nota com o título “Transparência sobre minha atividade pública”.
Nela, o ex-chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba afirma que, em 2021, tomou “uma das decisões mais difíceis” de sua vida, sair do Ministério Público.
“Entrei no Ministério Público movido pela vocação de servir as pessoas. E saí pela mesma razão: fazer mais e melhor em favor da sociedade, agora na arena política”, escreveu Deltan, que deve se candidatar a deputado federal pelo Podemos, a mesma legenda de Sergio Moro.
O ex-procurador disse ainda que fará, dentro do Podemos, um trabalho “de aprimorar os quadros da política, para que possam ser oferecidos à sociedade mais candidatos preparados e comprometidos com a democracia e o combate à corrupção”. Para isso, receberá um salário de R$ 15 mil.
“O salário corresponderá num ano a cerca de metade do total que recebi líquido como procurador da República em 2020 e consta nos meus contracheques, no Portal da Transparência”, afirmou Deltan, acrescentando que o montante será pago “com recursos do partido e não do fundo eleitoral”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima