Cariocas mandam as máscaras para casa ducarái!

  • Categoria do post:SAÚDE
  • Comentários do post:0 Comentário
Adeus, máscaras: cariocas já aderem a decreto que desobriga a proteção
Na tarde dessa segunda-feira (7/3), diversos cariocas já não faziam mais o uso do protetor facial em ambientes fechados no Rio
Rio de Janeiro – Poucas horas após a liberação total do uso de máscaras em locais abertos e fechados, decretada nessa segunda-feira (7/3) pela Prefeitura do Rio, já era possível observar cariocas sem a proteção dentro de estabelecimentos variados.
Em uma academia em Botafogo, na zona sul, Maria Cláudia Rollemberg, de 66 anos, descobriu a novidade durante o treino: “Sempre malhei.
.
Há 40 anos tenho o hábito de fazer exercícios, mas alguns eu mudei, porque a máscara atrapalha muito. Mesmo correndo na rua, nunca me senti à vontade, as pessoas ficam encarando como se fosse algo errado”, contou em entrevista ao Metrópoles.
Cláudia Rollemberg, de 66 anos, não via a hora de poder malhar sem máscara.
Preocupada com a transmissão do vírus da Covid, ela segue todas as normas. “A família inteira sempre fez tudo certinho. Mas já vacinamos. Já deu de máscara, os números vêm caindo também”, afirmou.
Ela, no entanto, disse que ainda deve seguir com o acessório em alguns ambientes, principalmente os mais cheios. “Quando vejo muita gente ou alguém tossindo, coloco a máscara correndo, virou costume”, completou.
Dono de uma academia de crossfit na zona oeste do Rio há 7 anos, Marcio Santos, 35, diz que a desobrigação traz um alívio. “Sabemos que as academias que dizem que seguem à risca as normas estão mentindo, porque sempre foi muito difícil manter as pessoas treinando de máscara. O alívio agora é em relação à queda de casos, mas sempre fiquei muito preocupado, minha mãe morreu de Covid”, contou.
“Já perdi vários alunos durante a pandemia, justamente por exigir máscaras aqui no box. As pessoas que fazem especialmente esportes de alto rendimento não querem usar”, completou.
Em shoppings, alguns clientes também já deixaram a máscara guardada na tarde desta segunda. Outros já saíram de casa sem ela, caso de Cláudia Viana, 62, que viu o decreto antes de ir passear. “Sensação de liberdade, de poder respirar”, disse à reportagem. “Já tomei as três doses, não via a hora de poder ficar sem. Nesse calor do Rio, batendo quase 40ºC, atrapalha muito.”
O Rio é a primeira capital brasileira a desobrigar o uso da proteção facial em ambientes abertos e fechados. Via METRÓPOLES

Deixe um comentário