“A governadora é uma genocida” diz Fábio Dantas

  • Categoria do post:SAÚDE
  • Comentários do post:0 Comentário

ISSO SIM É UM GENOCÍDIO NO RN PACIENTES NÃO LUTAM PELO DIREITO A SAÚDE, MAS LUTAM PELO DIREITO DE AMPUTAR – Uma Tragédia Que Não Acaba
O Rio Grande do Norte continua sofrendo as tristes consequências do fechamento — pelo governo FÁTIMA BEZERRA — do Hospital Ruy Pereira (foto acima*) destinado ao atendimento de paciente com problemas vasculares.
A Governadora, mesmo sem justificar a decisão absurda, dizia à época que os pacientes seriam removidos para o Hospital da Polícia ou para o João Machado.
Passado mais de 1 ano da decisão insensível, para não dizer irresponsável, as filas para amputação de pés, pernas e membros inferiores como um todo, só fizeram aumentar.
.
A amputação de pés diabéticos é a campeã do placar macabro. Uma estatística para envergonhar qualquer governo, ou para sancioná-lo por abandono imperdoável da população necessitada.
Sem uma assistência decente e humana, sem um hospital especializado para tratar, sem vagas suficientes, sem alguém que assuma a responsabilidade, os pacientes foram entregues à própria sorte.
.
A busca por assistência médica converteu-se num verdadeiro calvário: atraso no atendimento, agravamento dos casos, falta de uma política especializada de saúde pública.
É desumana a situação a que se chegou. Como não há assistência em tempo hábil os pacientes se agravam, se desesperam, e quando chegam à porta trancada, muitas vezes os seus quadros já não têm mais jeito.
Só a amputação — para assim seguir vivos e mutilados!
.
Muitos chegam à Defensoria Pública, ou a advogados diversos, para a JUSTIÇA obrigar o Governo Fátima a autorizar suas amputações.
Antes se recorria à justiça para intervenções diversas, curativas. Hoje muitos entram na justiça para obrigar a mandar AMPUTÁ-LOS.
.

É um drama humano de proporções gigantescas, onde os 80 leitos que tinha o Hospital Rui Pereira, hoje estão reduzidos a 20 para angiologia.
.
A situação agravou-se e hoje existe uma população desvalida peregrinando atrás de uma amputação. Uma tragédia que merece ser conhecida e investigada.
*Hospital Ruy Pereira no dia do seu fechamento

Deixe um comentário