82ª Sessão Ordinária é marcada por debates entre parlamentares

A Câmara de Parnamirim realizou sua 82ª Sessão Ordinária na manhã desta terça-feira (05). Cinco parlamentares fizeram uso da tribuna para debater várias questões pertinentes ao município de Parnamirim.
O vereador Thiago Fernandes (SD) falou sobre o encerramento do Agosto Verde e Dourado e agradeceu a todos os parceiros e parlamentares que ajudaram a construir as campanhas de primeira infância e amamentação. Ao final de aua fala, Thiago Fernandes citou o Setembro Amarelo e a importância de cuidar da saúde mental. “Essa luta precisa ser fortalecida. Nós enquanto instituição precisamos dar mais visibilidade e mostrar a importância de fortalecer a saúde mental do nosso município”, disse.
A segunda fala do dia foi do parlamentar Michael Borges (PSDB), que cobrou a convocação de aprovados no concurso 01/2019 e o aumento da validade do mesmo concurso para que áreas do município recebam os funcionários necessários. “Seguiremos lutando até que todas as vagas destinadas aos servidores efetivos sejam ocupadas no município de Parnamirim”, declarou Michael.
O vereador Gabriel César (PL) relatou o uso de bandeira do movimento LGBTQI+ durante o desfile cívico de Parnamirim no dia 01, e criticou o acontecido. “O momento cívico não é um local para colocar a bandeira de outro movimento. Aquela bandeira afronta outro segmento. O momento do desfile cívico é para a união”, disse o parlamentar.
O edil Professor Diego (PSB) também abordou questões referentes ao desfile cívico, como a falta de participação das escolas do município por causa da falta de fardamento e a ausência das escolas privadas que não foram convidadas pela Secretaria de Educação.
Em último momento a vereadora Fativan Alves (PV) agradeceu a participação de todos os funcionários da Casa do Povo e todos os voluntários que fizeram o dia D do Agosto Lilás. “Fizemos 106 mamografias, 64 pessoas atendidas pela vacinação, 32 atendimentos com ginecologista, 350 serviços na sala da beleza e 62 pessoas atendidas nas terapias alternativas”, compartilhou.

Aprovações
Ao final da Sessão, foram aprovados, em única votação, cinco projetos de lei e uma Emenda ao Projeto de Lei n°027/2023
Fonte: Malu Machado – Ascom/CMP

Deixe um comentário