Situação de Faustão piora após não funcionamento dos rins transplantado

img_1607 Situação de Faustão piora após não funcionamento dos rins transplantado

Faustão decidiu comentar sobre os relatos que circularam indicando que o rim transplantado em 26 de fevereiro ainda não está funcionando. Em uma conversa com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o apresentador demonstrou tranquilidade e afirmou que o órgão pode levar um tempo para começar a operar após a cirurgia.
Anuncios
“Fiz todos os exames, está tudo ok com o rim. Às vezes demora até um mês [para funcionar]. Tô na espera, na arte da paciência”, afirmou. Um comunicado médico emitido pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo, declarou que “o implante renal foi bem-sucedido, mas o paciente ainda aguarda pelo início do funcionamento do órgão”.
Em uma entrevista à revista Quem, João Silva, filho do veterano, assegurou que seu pai está otimista em relação ao procedimento. “Está bem e feliz, esperançoso que vai dar tudo certo. Está no momento de entender quanto falta pro rim começar a funcionar. Ele fez o procedimento e deu tudo certo. Acaba que tem que ter paciência”, disse o filho de Faustão.
“É difícil ter sete meses com dois transplantes e, mesmo voltando pra casa, com suas limitações, ele está bem, feliz, brincando. O que vale mais é a cabeça nessas horas”, acrescentou o apresentador contratado pela Band.
Faustão enfrentou recentemente um procedimento de embolização, uma intervenção que envolve a inserção de um cateter para desobstruir um vaso sanguíneo com o intuito de solucionar questões linfáticas. Esse problema parece estar relacionado à demora no funcionamento do novo rim.
O transplante foi realizado após um colapso em seu sistema renal, seis meses após ele ter passado por um transplante cardíaco. Atualmente, aos 73 anos, o comunicador está afastado da televisão.
Com informações da Revista Oeste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima