Paolla Oliveira e Diogo Nogueira vivem romance em alto mar

Paolla Oliveira e Diogo Nogueira vivem clima de romance em Maldivas. Em meio a outras publicações da viagem, neste sábado, 2, a atriz compartilhou nas redes sociais fotos que revelam momentos de intimidade no casal – com direito a topless e fotos na cama.
Confira:

No último dia 22, após ser destaque no Carnaval, a musa compartilhou sobre o ‘momento de pausa’ que está vivendo com o companheiro em Dubai. Desde o dia 24, ela tem mostrado registros curtindo Maldivas com Nogueira.
De pintura a onça: relembre as fantasias que Paolla Oliveira usou na avenida

0 Comentário

Brasileira é vítima de estupro coletivo cometido por 7 homens na Índia

Uma turista brasileira foi vítima de um estupro coletivo cometido por sete homens na Índia. Todos os suspeitos já foram identificados e três foram presos, segundo a embaixada do Brasil em Nova Déli.
O crime ocorreu no distrito de Dumka, na última sexta-feira (1º), enquanto a vítima viajava junto com o marido dela – de origem espanhola – pelo continente asiático.
O casal seguia de moto até o Nepal, mas decidiu acampar na região, de acordo com a apuração da imprensa local. Durante a noite, eles foram atacados pelo grupo.
As vítimas receberam atendimento médico e denunciaram o crime às autoridades policiais, que rapidamente identificaram os suspeitos. Até o momento, três foram localizados e presos.
Em nota, a embaixada brasileira afirmou que: “seguirá à disposição para prestar toda a assistência cabível e acompanhar todos os desdobramentos do caso, em estreita coordenação com as autoridades espanholas e indianas”.
0 Comentário

Estrutura desaba com mulher e criança de 3 anos, VEJA VÍDEO

Uma câmera de segurança registrou o momento em que a estrutura de um imóvel desaba com uma mulher e uma criança de 3 anos, em Vitória de Santo Antão, interior de Pernambuco.
O desabamento aconteceu na tarde de sexta-feira (1º/3). As imagens mostram o momento em que uma espécie de varanda de uma residência cai.
No momento do desabamento, uma mulher carregava uma criança no braço sobre a varanda. Ela chegou a tentar se segurar para não cair com a criança, mas ambas despencaram.
A mulher e a criança sofreram escoriações, sem ferimentos graves, segundo a Globo Nordeste. As duas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) e levadas para o hospital municipal da cidade.
0 Comentário

Dois fugitivos de Mossoró estão dando um verdadeiro “OLÉ” na segurança pública

Polícia encontra munição de fuzil em esconderijo de fugitivos de Mossoró
Segundo investigadores, material estava no buraco que foragidos cavaram para se esconder
2.mar.2024 às 4h00
Investigadores dizem que os presos que fugiram da penitenciária federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, podem estar armados com fuzil. A polícia encontrou munição compatível com esse modelo no esconderijo em que os dois ficaram por quase oito dias no sítio de Ronaildo Fernandes.
O material, segundo investigadores, estava no buraco que os dois detentos cavaram para se esconder dos sensores de calor dos drones usados pela polícia. Os dois fugitivos foram vistos pela última vez na tarde desta quinta-feira (29).
Eles são Rogério da Silva Mendonça, 36, conhecido como Martelo, e Deibson Cabral Nascimento, 34, chamado de Tatu, Deisinho —segundo as investigações, ambos são ligados à facção Comando Vermelho.
Duas mulheres que trabalham numa fazenda com produção de frutas afirmaram ter avistado dois homens sujos no assentamento Vila Nova 2. Ao notar a presença delas, eles teriam se embrenhado na mata.
O local é próximo de onde os detentos teriam tentado invadir uma casa no último domingo (25). Os policiais dizem acreditar que eles ainda estejam no Rio Grande do Norte, e as buscas se intensificaram na divisa do estado com o Ceará.
Investigação da Polícia Federal aponta que a facção criminosa Comando Vermelho está bancando uma rede de apoio destinada a ajudar os dois detentos.
Segundo parte da investigação a que a Folhateve acesso, essa rede auxilia os fugitivos a se manterem em áreas rurais com apoio para alimentação, bebidas, transporte e, possivelmente, armas de fogo.
De acordo com a apuração, os fugitivos estabeleceram contato com membros do Comando Vermelho e familiares por volta das 21h de 16 de fevereiro, horário em que faziam uma família refém na zona rural de Mossoró e tiveram acesso a aparelhos de celular.
Após essa ocasião é que os fugitivos receberam suporte local de um indivíduo residente em Mossoró. A polícia relata que esse homem resgatou os criminosos, conduzindo-os a uma região próxima a Baraúna, cidade próxima da divisa com o Ceará.
O documento aponta que há fortes indícios de que o homem faça parte do Comando Vermelho, tendo inclusive, registros criminais. Ele foi a primeira pessoa presa no caso, no dia 21. Segundo investigadores, ele teria recebido R$ 4.500 para fazer o serviço.
Após deixar os presos nas proximidades de Baraúna, o suspeito teria viajado até Aquiraz, no Ceará, onde adquiriu armamentos, possivelmente repassados aos criminosos, e retornado a Mossoró.
Após a prisão e execução de mandados de busca e apreensão, a polícia constatou que ele não agiu isoladamente no apoio aos criminosos, contando com a colaboração de outras pessoas.
Segundo a investigação, o mecânico Ronaildo Fernandes teria o transportado de Mossoró a Baraúna para auxiliar os fugitivos. Além disso, o mecânico teria fornecido alimentação, celular e acesso à internet aos fugitivos.
0 Comentário

Erdogan chama campanha militar de Israel em Gaza de “tentativa de genocídio”

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, descreveu a ofensiva militar de Israel em Gaza como “uma tentativa de genocídio”.
Falando durante o Fórum Diplomacia de Antalya, Erdogan disse na sexta-feira (1°): “O que está acontecendo em Gaza definitivamente não é uma guerra. É uma tentativa de genocídio”.
“Até a guerra tem moral, etiqueta e lei que deve ser seguida. Aquela que deixa os bebês nos braços da mãe à fome e à sede, estamos falando de uma barbárie que bombardeia hospitais, igrejas, mesquitas, escolas, universidades, campos de refugiados , e ambulâncias”, acrescentou o líder turco.
Ele reiterou os apelos por um Estado palestino, dizendo: “A menos que as palavras sejam apoiadas pela ação, não é possível parar a opressão na Palestina nem reconstruir a confiança no sistema internacional”.
Especialistas das Nações Unidas descreveram anteriormente a campanha militar de Israel – lançada após os ataques liderados pelo Hamas em 7 de outubro – como um “genocídio em formação”.
Mais de 30.200 pessoas morreram em Gaza desde 7 de outubro, informou na sexta-feira o Ministério da Saúde do enclave, com mais de meio milhão de pessoas à beira da fome, segundo agências da ONU. As Forças de Defesa de Israel insistiram que estão tentando limitar as baixas civis no enclave.
0 Comentário