Museu em Londres obriga visitante a se esfregar num mangote de opala 6 cilindros

Visitantes precisam se espremer entre duas pessoas nuas para entrar em exposição em Londres
Royal Academy of Arts oferece experiências em mostra com curadoria de Marina Abramovic
20.set.2023 às 19h49
Visitantes da próxima exposição da Royal Academy of Arts, em Londres, terão que passar por um homem e uma mulher nus para entrar na mostra. Com abertura neste fim de semana, a montagem tem curadoria da artista Marina Abramović, que é conhecida por diferentes polêmicas em seus trabalhos anteriores. As informações são do Daily Mail.
“Inabalável, incansável, corajosa e extrema, Abramović é uma artista que você gostaria de ter ao seu lado em uma batalha. Ela me aterroriza, e quem sabe o que ela faria com o inimigo”, disse o jornal The Guardian, em crítica publicada nesta quarta-feira (20) sobre o lançamento.
No site do museu, afirma-se que a arte de performance “pode ser surpreendente e íntima”. A performance na qual um homem e uma mulher nus estarão obstruindo a entrada se chama “Imponderabilia” e força um “confronto entre a nudez e o gênero, a sexualidade, o desejo”, definiu Andrea Tarsia, chefe de exposições da Royal Academy of Arts.
Para aqueles que não desejam passar pelo espaço entre os intérpretes nus, há uma entrada separada.
A Royal Academy of Arts afirmou ainda que a segurança e o bem-estar dos intérpretes são sua principal prioridade, e a equipe da galeria estará de prontidão para protegê-los de qualquer toque indesejado ou comportamento inadequado.
O trabalho anterior de Abramovic inclui “Rhythm 0”, em que ela colocou 72 objetos, incluindo uma bala, uma arma, um escalpelo e uma barra de metal em uma mesa e convidou os visitantes a interagir com ela da forma que desejassem – resultando em uma arma carregada sendo apontada para sua cabeça.
Em 2010, a artista promoveu um desafio inusitado no Museu de Arte Moderna de Nova York com “The Artist Is Present”: ela sentou em silêncio por três meses, convidando os visitantes a olhar no fundo de seus olhos. Um ano depois, esculpiu estátuas em tamanho real de duas mulheres nuas com facas nos punhos.
Abramovic é a primeira artista mulher na história de 255 anos do museu a se apresentar nas galerias principais, com exposição que fica aberta até 1º de janeiro de 2024 e ingressos a partir de 25 libras (cerca de 150 reais).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima