A volta do Concorde? Jatos supersônicos prometem levar passageiros de NY a Londres em 90 minutos

img_1853-1024x683 A volta do Concorde? Jatos supersônicos prometem levar passageiros de NY a Londres em 90 minutos

A volta do Concorde? Jatos supersônicos prometem levar passageiros de NY a Londres em 90 minutos
Mais de duas décadas após o último voo do Concorde, empresas privadas estão competindo para trazer de volta as viagens supersônicas para o mercado comercial; Nasa projetou avião futurista
Mais de cem pessoas se reuniram em janeiro, em um hangar de aviões na Califórnia, para ver a Nasa revelar seu jato X-59 — uma aeronavefuturista projetada para viajar mais rápido do que a velocidade do som que ajudou a reavivar o entusiasmo pelas viagens supersônicas.
Não existe mais um jato comercial supersônico de passageiros desde que o Concorde parou de voar em 2003. Desde então, os jatos supersônicos — que viajam mais rápido do que a velocidade do som — têm sido usados principalmente pelas forças armadas.
Mas a apresentação pela agência espacial do X-59, projetado e construído em parceria com a Lockheed Martin, ocorre em um momento em que um número crescente de empresas privadas está competindo para trazer de volta as viagens supersônicas para o mercado comercial.
A Boom, a Exosonic e a Spike estão entre as empresas que prometem viagens supersônicas modernas que serão mais silenciosas, mais ecológicas e mais econômicas do que no passado. E pelo menos uma empresa (a Hermeus) está explorando voos hipersônicos, que levariam passageiros de Nova York a Londres em 90 minutos.
No entanto, há dúvidas se essas empresas conseguirão cumprir suas promessas, considerando a economia das viagens aéreas e as crescentes preocupações sobre o impacto da aviação comercial no meio ambiente.
Aqui estão cinco coisas que você deve saber sobre o esforço para reviver as viagens supersônicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima